Atendimento: [14] 3402-3300

Acim pede prioridade sobre Zona Azul a Prefeitura

Reunião na sede da Acim discutiu temas polêmicos e importantes para o comércio varejista da cidade

 

O presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Adriano Luiz Martins, em importante reunião na sede da entidade associativa com o Secretário Municipal de Planejamento Urbano, Rubens Yukishigue Ishii, solicitou dentre outras questões a prioridade para a organização do estacionamento temporário de veículos na Zona Azul. “Isso tem causado um desconforto generalizado entre os comerciantes da cidade”, disse o dirigente que teve a oportunidade de conversar sobre este assunto, bem como sobre outros do Código de Posturas do Município, em momento oportuno. “A Acim é parceira da Prefeitura e quer colaborar da melhor maneira para evitar complicações para a maioria”, defendeu o presidente da associação comercial local.

Na conversa realizada com boa parte dos diretores da ACI de Marília, a Zona Azul foi o foco principal da pauta. “Um problema que vem se arrastando há tempos e que exige uma solução rápida para retomar a disciplina das vagas para veículos”, disse o vice presidente da Acim, Manoel Batista de Oliveira ao lembrar do longo período sem fiscalização, facilitando a ocupação das vagas de forma demorada. “Sem uma fiscalização eficiente não dá pra ser rotativo”, defendeu o dirigente da associação comercial mariliense que tem recebido inúmeras reclamações neste sentido. “O processo licitatório para a concessão do serviço está demorado e isso vem causando transtorno entre comerciantes, comerciários e consumidores”, acrescentou Adriano Luiz Martins que já foi obrigado a interceder sobre o assunto junto ao Prefeito Daniel Alonso.

Outro assunto questionado na reunião foi quanto a lei sobre os rebaixamentos das guias e sarjetas. Assunto polêmico em virtude da pressão do Ministério Público no cumprimento da lei que está desatualizada e simplificada. “É preciso atualiza-la urgentemente, pois, a realidade da cidade é outra”, disse Libânio Victor Nunes de Oliveira, presidente do Conselho Consultivo da Acim. “É necessário regulamentar a lei e faze-la cumprir”, disse. “Da forma como está é impossível cumpri-la e todos estão irregulares, pois, a cidade cresceu em todos os sentidos menos na lei”, falou ao ouvir do secretário municipal encontro neste sentido para discutir os detalhes para apresentação de mudanças na lei junto ao Poder Legislativo da cidade. “O tempo é o nosso maior adversário”, enfatizou Libânio Victor Nunes de Oliveira.

A publicidade das fachadas das lojas, principalmente aquelas em calçadas, praças e bairros, também foi tema da conversa entre dirigentes da Acim e Prefeitura de Marília. Neste caso serão apresentados estudos sobre a lei federal e a regulamentação da necessidade local. “O enquadramento dos lojistas é fundamental neste processo, porém, o esclarecimento da Prefeitura tem que ser preciso e prático”, reclamou Odair Aparecido Martins, secretário da diretoria executiva da Acim. “O comerciante não sabe como fazer e a Prefeitura não sabe como explicar”, disse ao apontar vários desentendimentos neste sentido, por falta de clareza na lei existente que além de antiga é simplista. “Tudo que gera polêmica tem que ser bem explicado e de fácil compreensão para evitar desentendimentos e discussão”, falou o comerciante.

Como forma de entendimento de ambos os lados, novo encontro acontecerá entre dirigentes da Acim e da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, nas próximas semanas, para a elaboração de textos regulatórios destes e outros assuntos, para a devida fiscalização e cumprimento da lei. “Vamos trabalhar juntos, afinal, é desta maneira que vamos chegar a um entendimento e transformar a cidade num excelente local de convivência”, disse Rubens Ichi que promete apresentar os termos técnicos enquanto que a Acim a melhor maneira de cumpri-los.

Acim pede prioridade sobre Zona Azul a Prefeitura
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?