Atendimento: [14] 3402-3300

Após o Carnaval cresceram as negociações empresariais

Manoel Batista de Oliveira, é vice-presidente da associação comercial, e orienta consultar quando negociar

Dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, mostram que o relacionamento empresarial cresceu após o Carnaval, com mais acesso as informações cadastrais entre empresas, o que leva a crer, que as negociações empresariais cresceram, também. “Quando uma empresa busca informações de outras empresas é sinal de que está havendo uma negociação”, disse o vice-presidente da diretoria da associação comercial, Manoel Batista de Oliveira. “E como diz o ditado: o ano começa depois do Carnaval”, falou ao verificar os dados que mostram crescimento a partir do mês de abril, uma vez que o Carnaval este ano foi no mês de março. “Somente em abril foram 33,51% a mais do que igual período de 2018”, apontou o vice-presidente e perceber equilíbrio em maio com queda de 0,08%.

As consultas entre empresas se devem quando uma empresa quer saber mais detalhes do parceiro e procura conhecer a real condição do interlocutor e os sócios da empresa. “As informações são bem completas e detalhadas ajudando o empresário a tomar a decisão com segurança”, disse José Augusto Gomes, superintendente da associação comercial, ao lembrar que este tipo de consulta é muito comum entre empresas associadas da entidade. Somente nos cinco primeiro meses deste ano foram realizadas 16.495 consultas entre CNPJ´s, com uma queda de 1,27% no comparativo a igual período de 2018 que chegou a 16.707 consultas realizadas. “É preciso levar em consideração que no ano passado o Carnaval foi em fevereiro, ou seja, o ano empresarial começou mais cedo naquele ano”, disse o dirigente que também reforça o ditado popular de que o ano começa depois do Carnaval.

Outra referência sobre o início das atividades empresarial no ano após as festas carnavalescas é de que os três primeiros meses do ano o número de consultas foram baixos, com (-)10,16% em Janeiro, (-) 0,54% em Fevereiro e (-) 17,85% em Março. “Para um ano de 12 meses, foram 3 meses sem grandes negociações”, lamentou Manoel Batista de Oliveira em tom de preocupação diante do ritmo lento do comércio em geral, por causa das incertezas políticas e econômicas que o País está vivendo, principalmente com a insegurança da Reforma da Previdência. “Está causando transtorno que levará mais tempo para a recuperação”, disse preocupado o comerciante que sente a lentidão no varejo da Zona Sul da cidade onde estão localizadas as empresas que administra.

A necessidade de se consultar o cadastro de uma empresa em fase de negociação se deve em função da ameaça da inadimplência que nos dias atuais pode causar prejuízos incalculáveis numa empresa. “Vender sem ter a certeza de que irá receber é um risco desnecessário que o empresário não precisa correr”, ressaltou José Augusto Gomes ao disponibilizar o sistema de informação cadastral entre empresas aos associados da entidade. “Independente de conhecer a empresa com quem negocia, é sempre bom consultar e ter a certeza de que está fazendo uma negociação segura naquele momento”, disse Manoel Batista Oliveira ao aconselhar que todos os empresários que são associados da Acim, que utilizem o sistema de consulta do SCPC para empresas, no momento de uma negociação, principalmente se os valores forem elevados. “A informação é a nossa principal arma contra a inadimplência”, afirmou o vice-presidente da diretoria da associação comercial.

Após o Carnaval cresceram as negociações empresariais
Avalie esta postagem

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?