Atendimento: [14] 3402-3300

Associação Comercial promove férias e atendimento eletrônico

Sede da associação comercial em Marília fechada, com atendimento eletrônico e férias coletivas

A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília tomou importantes decisões internas para superar este período de confinamento domiciliar, promovendo férias coletivas de 90% do quadro de funcionários da entidade, e suspender durante 15 dias as atividades com atendimento público. “Estamos praticamente paralisados em quase a nossa totalidade”, disse o superintendente da associação comercial, José Augusto Gomes, que reuniu os líderes de departamentos da entidade na sexta-feira, dia 20, e em caráter emergencial anunciou as decisões para a surpresa dos funcionários. “Ao tomar conhecimento do decreto municipal no período da tarde, já elaboramos o nosso plano de emergência”, disse o dirigente mariliense que acredita ser o básico a ser feito em termos de gestão administrativa. “Neste período de incertezas, o melhor a fazer é antecipar férias e licenças”, falou.

Com 90% da equipe de trabalho dispensada temporariamente, a Associação Comercial e Industrial de Marília estará com as portas fechadas, como determina o decreto municipal e estadual, com atendimento apenas eletrônico, ou seja, através da telefonia e internet. “Vamos manter um atendente para os serviços personalizados”, avisou ao lembrar que mesmo com o confinamento obrigatório da população, alguns serviços estão mantidos e necessitam de suporte da entidade. “Sem dúvida numa intensidade bem menor, mas existirão”, reconheceu José Augusto Gomes, que promoverá uma avaliação após este período para decisão de novas medias. “Por enquanto é isso que podemos fazer para o bem da entidade e da população”, falou em tom de preocupação, ao acrescentar além das atividades da associação comercial, do Escritório Regional da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

Diante da inatividade durante duas semanas, todos os compromissos programados e agendados da instituição estão suspensos temporariamente, como são os casos de duas importantes situações: assembleia geral ordinária do Conselho Fiscal da diretoria e o lançamento da Campanha Promocional com sorteio de prêmios. “Todos suspensos”, disse o presidente da entidade, Adriano Luiz Martins, que diante da “força maior” é obrigado a suspender essas ações. “Vamos promover futuramente encontros neste sentido e analisar os fato de acordo com a necessidade e o momento que estivermos vivendo”, argumentou o dirigente da associação comercial ao tomar as medidas emergenciais a contra gosto. “Seremos obrigados a tomar medidas protecionista a entidade, ou as nossas empresas, que muitas vezes não gostaríamos de tomar, mas que na qualidade de responsáveis que somos, teremos que tomar”, falou o dirigente que tem conversado com empresários dos mais diversos setores da sociedade falando sobre alternativas e movimentos a serem tomados em conjunto neste sentido.

ON LINE – Dois departamentos internos da associação comercial estarão em atividade permanentes, mas através de sistema eletrônico, como serão os de advocacia e informação. “Estamos acompanhando os passos da equipe econômica do Governo Federal para orientar os empresários interessados”, disse Adriano Luiz Martins que manterá esses dois canais de acesso aos associados. “Vamos orientar e informar, dentro do nosso universo, o que está acontecendo e o que pode acontecer, como forma dos nossos associados estarem cientes sobre as decisões a serem tomadas”, disse ao colocar advogados, jornalistas e publicitários em caráter de plantão permanente.

Associação Comercial promove férias e atendimento eletrônico
Avalie esta postagem
Siga-nos e curta-nos:

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?