Atendimento: [14] 3402-3300

Associações Comerciais definem estratégias para 2020.

Alfredo Cotait Neto, presidente da Facesp, anuncia o Plano de Fortalecimento para as associações comerciais.

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) dará início ao Plano de Fortalecimento (Pfor) da rede. O plano começará a ser aplicado a partir deste ano, segundo o vice-presidente da federação, no centro-oeste paulista, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, Adriano Luiz Martins, que participou da última reunião do ano passado, quando detalhes do plano foram apresentados. “Este plano oferecerá condições econômicas e estruturais para que as associações comerciais menores possam crescer e se desenvolver, a partir de dois eixos de atuação: melhoria no desempenho dos serviços oferecidos pela associação comercial, por meio da rede da Facesp, e a defesa institucional dos interesses dos empreendedores locais”, anunciou o representante da diretoria paulista na região.

De acordo com o presidente da Facesp, Alfredo Cotait Neto, a ideia que deu origem ao plano tem algumas premissas básicas a serem seguidas pelas associações comerciais interessadas. “Primeiramente, este projeto de fortalecimento vai ajudar as associações pequenas, aquelas que tenham potencial e gestão para se desenvolver, e segundo, vai motivar a associação comercial grande, e terceiro, faremos com que os gestores e os presidentes se integrem ao papel e aos objetivos da federação”, detalhou o dirigente paulista que vem trabalhando neste plano nos últimos meses, a ponto de ir pessoalmente em algumas sedes de associações comerciais do interior para conhecer a realidade local.

Segundo Alfredo Cotait Neto todos os objetivos do plano vão convergir na missão principal da Facesp, para qual ela foi criada: “o fortalecimento do associativismo”. “Somente seremos fortes, se estivermos unidos e engajados”, afirmou o presidente da Facesp, que vem conversando pessoalmente com cada presidente de associação comercial existente em São Paulo neste sentido. “O plano está sendo elaborado pelo superintendente-geral da Facesp, Natanael Miranda dos Anjos, que criou um grupo para discussões pontuais que ajudará bastante na evolução e discussão dos detalhes”, explicou o dirigente da Facesp, bastante confiante no sucesso do plano. O grupo criado é composto por quatro vice presidentes: João Carlos Cheade (RA 19 Franca); Francisco Carlos Júlio Pinghera (RA 11 Ribeirão Preto); Antonio Carlos Parise (RA 14 São José do Rio Preto); e Ricardo Anderson Ribeiro (RA 17 Presidente Prudente). “Duzentas e quarenta e quatro associações comerciais existem no Estado de São Paulo, de um total de 420 entidades, que são consideradas pequenas e, assim, poderão ser diretamente beneficiadas”, apontou o presidente.

CONVENÇÕES E CONTRAPARTIDAS – As associações comerciais atendidas pelo plano estão distribuídas em todo o Estado. Cinco macrorregiões foram criadas. A primeira etapa de implantação prevê a realização de convenções, uma em cada macrorregião. “As convenções contarão com palestras e ações de fomento e estímulo ao desenvolvimento das associações comerciais, especialmente, as de pequeno porte”, disse. “Também daremos ênfase aos produtos e aos serviços da rede Facesp e a parte institucional”, adiantou Natanael Miranda dos Anjos, ao lembrar que para fazer parte do plano, contrapartidas serão exigidas como: o preenchimento do Programa de Desenvolvimento Organizacional (PDO); estar adimplente com a Facesp e com a Boa Vista SCPC, e utilizar serviços da Boa Vista SCPC. “O Plano de Fortalecimento da Rede Facesp será apresentado por completo no começo deste ano”, avisou Adriano Luiz Martins.

Associações Comerciais definem estratégias para 2020.
Avalie esta postagem
Siga-nos e curta-nos:

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?