Atendimento: [14] 3402-3300

Consultas jurídicas crescem pelo quarto mês consecutivo

Adriano Luiz Martins acredita que as relações empresariais estão aumentando

O vice presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Adriano Luiz Martins, observou no monitoramento mensal dos dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da ACI de Marília, que o mês de outubro somou-se aos outros três meses anteriores, com crescimento no número de consultas entre empresas, ou seja, as relações empresariais estão crescendo. “O fato de haver a negociação já é um bom sinal”, comentou o vice presidente. “Se houve o fechamento do negócio, ou não, é outra questão”, disse ao lembrar que a consulta cadastral entre empresas serve exatamente para este tipo de avaliação. “Os negócios são concluídos com mais segurança”, falou ao verificar o crescimento de 11,07% entre as empresas em outubro.

De acordo com o levantamento mensal do serviço disponibilizado pela associação comercial mariliense nos 10 meses deste ano o crescimento foi de 9,07% no acumulado, comparado com igual período do ano passado. Dos 10 meses de 2017, somente três deles foram negativos, o que, segundo Adriano Luiz Martins é uma demonstração que as empresas estão promovendo negócios. “Quando o empresário consulta o cadastro da empresa com quem negocia, mostra que está havendo um comportamento comercial”, falou. “Outro sinal positivo é de que o comércio pode diminuir o ritmo, mas nunca pára”, falou o dirigente ao verificar os meses de: fevereiro (-9,06), abril (-7,63) e junho (-2,66), como sendo os meses negativos quanto as consultas jurídicas, a que verifica o CNPJ do parceiro nos negócios.

Do ponto de vista quantitativo no ano de 2016 foram realizadas 32.461 consultas nos 10 primeiros meses do ano, e este ano foram consultados 35.404 cadastros jurídicos. “Não tenho dúvidas de que se vivêssemos um momento melhor no comércio esses números seriam bem maiores”, disse o vice presidente da associação comercial de Marília ao destacar que o ano de 2016 não serve como comparativo por ter sido um ano muito ruim. “O pior dos últimos tempos”, reforçou Adriano Luiz Martins ao lembrar dos escândalos políticos, das mudanças no Governo, a instabilidade na economia e o enfraquecimento do poder de compra do consumidor.

Para o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira, todos os dados estatísticos do SCPC da Acim devem melhorar neste último trimestre. “A retomada da economia é uma realidade e hoje vivemos o melhor período do ano”, disse o dirigente que está entusiasmado com as vendas nos meses de novembro e dezembro. “Tenho certeza que vamos recuperar os prejuízos dos meses anteriores”, falou animado com a promoção: “Tempestade de Ofertas”, em novembro e o Natal no mês de dezembro. “Estamos com uma campanha promocional que sorteará três automóveis em dezembro, o que nunca foi feito até hoje, num único sorteio”, recordou o dirigente que desde 2012, ao ocupar o cargo de presidente, tem realizado dezenas de campanhas promocionais com sorteio de prêmios.

Consultas jurídicas crescem pelo quarto mês consecutivo
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé