Atendimento: [14] 3402-3300

Dirigente de Dourados conhece serviços e a sede de Marília

A visita do presidente da associação comercial de Dourados, Nilson dos Santos, na sede da entidade de Marília

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Dourados, no Mato Grosso do Sul, Nilson Aparecido dos Santos, esteve visitando a sede da Associação Comercial e Industrial de Marília, quando teve a oportunidade de conversar com o presidente mariliense, Adriano Luiz Martins e com o superintendente da associação comercial local, José Augusto Gomes, sobre serviços, política e pandemia. “Foi um encontro muito agradável, sendo possível mostrar ao nosso visitante um pouco do nosso trabalho e dos nossos planos para o futuro”, disse o presidente da associação comercial mariliense que fez questão de acompanhar o dirigente sul-mato-grossense em visita aos departamentos da entidade de Marília. “Procuramos mostrar o nosso potencial e aquilo que oferecemos aos nossos associados”, acrescentou José Augusto Gomes, superintendente da associação comercial de Marília, presente na visita.

Durante quase quatro horas o visitante da associação comercial do Mato Grosso do Sul, conheceu pessoalmente como é feito o trabalho de boa parte dos serviços oferecidos aos associados, bem como ficou curioso em saber sobre os 26 serviços disponíveis para o empreendedor que faz parte da associação comercial mariliense. “Explicamos o que cada programa oferece aos comerciantes e principalmente o relacionamento que é mantido entre a entidade e o associado”, disse José Augusto Gomes que separou os 26 serviços existentes entre os gratuitos e os que são pagos de acordo com a utilização. “Temos nove serviços que são gratuitos, em que um associado passa a ter acesso imediato”, falou. “E temos 17 serviços que o associado passa a ter acesso, porém, de acordo com a intensidade do uso, é pago a parte conforme a utilização”, generalizou o superintendente que sempre defendeu a entidade como uma prestadora de serviços. “Nossa função é assessorar o comerciante na gestão da empresa e oferecer condições de crescimento”, disse José Augusto Gomes.

A questão política em termos de representação de classe, bem como a crise surgida através da pandemia, também foram dois temas conversado entre os dirigentes paulista e sul-mato-grossense. “Não é fácil ser empresário em qualquer lugar do País”, disse Adriano Luiz Martins ao trocar opiniões sobre o custo empresarial, impostos, taxas e encargos existentes que dificultam qualquer planejamento empresarial. “Sem contar os escândalos políticos e econômicos”, acrescentou o visitante que também concordou com as dificuldades em manter uma empresa funcionando. “A pandemia quebrou quem estava mal e agora deve dar um refresco para quem superou essa fase delicada”, disse Adriano Luiz Martins que, apesar das dificuldades existentes para os lojista paulistas, percebeu dificuldade maior entre os sul-mato-grossenses.

O VISITANTE – A Associação Comercial e Empresarial de Dourados foi fundada dia 29 de Maio de 1945. Ela foi a quinta associação comercial criada no, então, Estado do Mato Grosso, quando Dourados tinha pouco menos de 10 anos de emancipação político-administrativo. “Nossa entidade ajudou em várias ações locais como a ampliação da ferrovia noroeste de Itahum até Dourados, na década de 40; criação de feiras-livres; construção de uma sede própria, instalação da Cidade Universitária, além de outras atividades desenvolvimentistas na cidade”, destacou o visitante ilustre.

Dirigente de Dourados conhece serviços e a sede de Marília
Avalie esta postagem
Siga-nos e curta-nos:

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?