Atendimento: [14] 3402-3300

Dirigentes se reúnem e debatem situação empresarial

Adriano Luiz Martins se reúne com demais dirigentes regionais pela internet e debate detalhes sobre o empresariado e o vírus

Dirigentes de nove associações comerciais da região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, que formam a Região Administrativa de número 15, da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), estiveram reunidos virtualmente pela primeira vez no sentido de debaterem detalhes importantes para serem repassados ao setor empresarial de cada uma das cidades envolvidas. “A proposta foi de alinhar ideia e ações, e falarmos o mesmo teor para todos”, disse o vice-presidente da Facesp, Adriano Luiz Martins, atual presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, que envolveu advogada, jornalista, consultores e funcionários da federação no encontro realizado no período da manhã, do último dia 25.

Durante aproximadamente 120 minutos o encontro foi bastante dedicado as questões jurídicas do ponto de vista trabalhista e nas primeiras ações a serem tomadas pelos dirigentes de associações comerciais e orientações ao empresariado em geral. “Férias coletivas e licenças, pelo menos durante 15 dias, são ações imediatas e viáveis”, aconselhou Adriano Luiz Martins com base na legislação trabalhista. “Em Marília estamos suspendendo as cobranças das mensalidades nos meses de Abril e Maio”, anunciou ao receber apoio de outras associações comerciais que tomarão a mesma medida. “A livre negociação entre empregadores e empregados, respeitando o emprego, bem como entre locador e locatário, são ações naturais que acontecerão dentro do bom senso”, falou o vice presidente da federação ao sugerir renegociação com produtores e prestadores de serviço.

Uma proposta apresentada no encontro realizado virtualmente foi a possibilidade de conversar, de forma direta, com responsáveis pelo Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal da região, no sentido de sugerir linhas de acesso ao crédito imediato, de forma desburocratiza e com poucas exigências. “É preciso socorrer os empresários com dinheiro para evitar o desemprego”, afirmou Adriano Luiz Martins por diversas vezes e sugerir encontros virtuais neste sentido. “As vendas eletrônicas devem ser estimuladas em todos os sentidos, envolvendo o pequeno e micro empreendedor”, sugeriu o dirigente que representa as associações comerciais do centro-oeste paulista junto a federação paulista, e enxerga nesta ação a solução para alguns problemas imediatos. “A venda por entrega precisa ser regulamenta e profissionalizada”, acrescentou ao sentir diferenças na atividade entre uma cidade e outra.

O relacionamento das associações comerciais com a Boa Vista Serviços também foi pauta da reunião e detalhes sobre a suspensão de metas, repasses e contratos, devem ser revistos entre as partes envolvidas diante da nova realidade. “Teremos que conversar neste sentido, pois, o momento dificulta o cumprimento de algumas ações por motivo de força maior”, acrescentou José Augusto Gomes, superintendente da Associação Comercial e Industrial de Marília que vinha participando de encontros na capital paulista sobre esses assuntos, de âmbito estadual. “Está disponível para todas as associações comerciais modelo de ofícios a serem encaminhados individualmente para cada prefeitura, sobre o pagamento de tributos, bem como os pagamentos para as concessionárias de água, luz e esgoto”, avisou Adriano Luiz Martins, que sugere atenção neste sentido, em virtude dos prazos protocolares.

Dirigentes se reúnem e debatem situação empresarial
Avalie esta postagem

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?