Atendimento: [14] 3402-3300

Expectativa de investimento esperado em mais de R$ 200 bi

Reinaldo Miguel, segundo tesoureiro da associação comercial, analisa o investimento do 13º salário no comércio

Os meses de Novembro e Dezembro são bem esperados para o comércio varejista, pois, envolvem investimento na economia através do pagamento e recebimento do 13º salário, divididos em duas parcelas pelas empresas brasileiras. Este pagamento do 13º salário deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia brasileira até Dezembro, o que representa cerca de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, beneficiando cerca de 84,5 milhões de trabalhadores do mercado formal, inclusive aposentados, pensionistas e empregados domésticos. “O comércio deve estar preparado para atrair a maior parte deste investimento”, disse o segundo tesoureiro da diretoria executiva da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Reinaldo Miguel, ao analisar as projeções econômicas.

As estimativas do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apontam um rendimento adicional de R$ 2.320,00, com fonte na relação anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Os trabalhadores do mercado formal representam 48,7 milhões, ou 57,6% do total beneficiados pelo pagamento do 13º salário. Os empregados domésticos são 1,8 milhão, ou 2,2% do total. Os aposentados e pensionistas representam 34,8 milhões, ou 41,2% do total. Dos R$ 211,2 bilhões pagos, os empregados do mercado formal ficarão com 66%, ou R$ 139,4 bilhões. Os aposentados e pensionistas receberão R$ 71,8 bilhões, ou 34%.

Diante desse quadro o dirigente da Acim acredita que acontecerão duas situações já esperadas. Uma parte desse investimento será utilizado para o pagamento de dívidas e outra no comércio varejista. “Um comportamento normal, e até esperado, o que beneficia duas vezes o comércio em geral”, comentou Reinaldo Miguel, ao lembrar que o importante é o dinheiro circular. “Quando se paga uma dívida, o comércio também é beneficiado indiretamente”, disse ao lembrar que uma vez adimplente, o consumidor passa a resgatar o crédito para as compras a prazo. “E comprando com dinheiro faz com que o comércio se fortaleça diretamente”, frisou o dirigente que gosta de acompanhar os dados estatísticos que tentam desenhar um perfil do comportamento do consumidor.

De acordo com os dados apresentados os estados da região Sudeste ficarão com 49,1% do pagamento do 13º salário, seguido pelos estados do sul com 16,6%, Nordeste com 16%, Centro-oeste com 8,9% e Norte com 4,7%. O beneficiário com o maior valor médio (R$ 4.278,00) será pago no Distrito Federal e o menor no Maranhão (R$ 1.560,00) e Piauí (R$ 1.585,00). A maior parcela que será paga aos assalariados do setor de serviços (incluindo administração pública), que receberão R$ 137,1 bilhões, ou 64,1% do total destinado ao mercado formal. Os empregados da indústria receberão 17,4%, os comerciários 13,3%, enquanto que os da construção civil ficarão com 3,1% e da agropecuária com 2,1%.

Os estudos mostram que o valor médio do 13º salário do setor formal ficará em R$ 2.927,21, sendo que a maior média será paga aos trabalhadores do setor de serviços com valor de R$ 3.338,81 e o menor para os trabalhadores do setor primário da economia, com R$ 1.794,86. A economia paulista receberá cerca de R$ 60,7 bilhões, ou 28,8% do total do Brasil. Os beneficiados são estimados em 21,6 milhões, equivalente a 25,6% do total. “Sem contar a informalidade, que de um jeito ou de outro, influência nas tendências, pois, fazem parte de um universo difícil de prever”, acredita o dirigente entusiasmado com as vendas no final do ano que tendem a serem melhores que a do ano passado. “O crescimento vai acontecer acima dos 5%”, prevê o diretor da Acim.

Expectativa de investimento esperado em mais de R$ 200 bi
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?