Atendimento: [14] 3402-3300

FECHAMENTO – Associação Comercial respeita decisão do Comitê

Adriano Luiz Martins, mais uma vez, acompanhando as decisões do Poder Publico Municipal

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, Adriano Luiz Martins, integrante do Comitê Gestor de Combate ao Coronavirus no município de Marília, participou da decisão de prevalecer o Decreto Estadual nº 64881/2020, que valoriza o isolamento social, e assim sendo ficando o Decreto Municipal nº 12976/2020, suprimido pelo decreto paulista assinado pelo Governador João Dória. “Vamos seguir o que determina o decreto paulista”, disse o Prefeito de Marília, Daniel Alonso, que apesar das tentativas de flexibilidade, e diante das informações de contágio em cidades vizinhas, resolveu acatar a decisão do comitê municipal, e manterá o isolamento social com fechamento de lojas e locais que promovam aglomeração. “O momento é delicado e perigoso”, ressaltou o presidente da associação comercial em Marília em tom de preocupação.

De acordo com Adriano Luiz Martins os comerciantes de Marília devem seguir o Decreto Estadual, e estudarem meios de intensificarem as vendas com entrega de mercadorias, seja por terceiros ou pelo próprio consumidor dentro dos carros. “Vai exigir criatividade e mudanças de comportamento”, falou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília que desde o início da pandemia vem buscando alternativas contra a paralisação do comércio, para que a maioria das lojas se mantivesse em atividade reduzida. “Foram pensadas em todas as possibilidades de momento, e a conclusão que se chegou foi da manutenção do Decreto Estadual”, disse Adriano Luiz Martins preocupado com a economia em geral, porém, compreendendo a situação delicada que o Mundo está passando. “O vírus está chegando e precisamos nos preparar, ficando em casa e evitando aglomerações e circulação pela cidade”, falou ao tomar conhecimento de casos registrados em cidades próximas de Marília.

Na entrevista coletiva realizada após a reunião do comitê gestor municipal, Daniel Alonso, disse que em breve anunciará as medidas municipais quanto a cobrança de impostos e taxas municipais, títulos em protesto e demais cobranças municipais. “Por ora estão suspensas, até para que possamos estudar o que será feito alinhado com os governos Estadual e Federal”, disse o chefe do Poder Executivo de Marília que também demonstra muita preocupação com a parte financeira do município. “Cada dia uma decisão”, falou ao anunciar o cumprimento do Decreto Estadual nº 64881/2020 de forma plena. “A relação entre os empresários com o Poder Público está sendo orientada pelo Governo Federal, Governo Estadual e em breve por parte do Governo Municipal”, disse o prefeito.

Um ponto ressaltado pelo presidente da associação comercial é que o comércio depende de consumidores, e diante da pandemia, é sabido que os consumidores estão com medo e respeitando as orientações técnicas de se ficar em casa. “O fato de permitir que as lojas funcionassem, não seria garantia de que se manteria sem clientes”, disse o dirigente muito preocupado com a paralisação geral. “Mesmo com a abertura das lojas gradativas, facultativas e com horários alternativos, nada é certo de que haveria consumidor, que neste momento está com medo de sair de casa”, disse Adriano Luiz Martins que tem conversado com muitos empresários e verificado dúvidas em diversos segmentos. “Contra o Decreto Estadual nada podemos fazer. Somente o Governador do Estado pode mudar isso”, apontou ao orientar os empresários a respeitarem a chamada “quarentena” estadual.

FECHAMENTO – Associação Comercial respeita decisão do Comitê
Avalie esta postagem
Siga-nos e curta-nos:

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?