Atendimento: [14] 3402-3300

Marília e Pompeia se reúnem para modelo de gestão

Encontro realizado na associação comercial de Marília inicia a discussão de modelo de gestão padrão

Dirigentes das associações comerciais das cidades de Marília e Pompeia estiveram reunidas na sede da entidade mariliense, discutindo melhorias no modelo de gestão de ambas as entidades, para uma maior e melhor agilidade na prestação de serviços das duas instituições. “Hoje os nossos associados querem produtos práticos, rentáveis e funcionais”, disse Adriano Luiz Martins, presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília. “Além de agilidade e necessidade”, completou o vice presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Pompeia, Alair Mendes Fragoso.

Diante da experiência da entidade de Marília com mais de 80 anos de atividades, e a capilaridade da associação comercial de Pompeia, considerada destaque no Estado pela proporcionalidade de cidade de pequeno porte com o quadro associativo, os dirigentes consideram oportuna a discussão do tema como forma de fortalecimento no modelo de gestão de ambas as instituições. “Temos que oferecer serviços aos nossos associados, assessorando na gestão da empresa”, opinou José Augusto Gomes, superintendente da ACI de Marília. “É preciso estar ao lado do associado nas dificuldades e oferecer oportunidade de crescimento”, completou a gerente administrativa da ACE de Pompeia, Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas.

As duas entidades são normatizadas pela ISO9001:2015 o que ajuda na parte interna e principalmente estatutária. “A normatização resolve boa parte das questões administrativas”, disse Adriano Luiz Martins. “Isto agiliza e dá transparência na gestão de cada serviço oferecido”, frisou Alair Mendes Fragoso. Mesmo com modelos de gestão normatizada internacionalmente, os dois dirigentes defendem formas padronizadas para o tratamento de alguns serviços em comum. “Existem atividades em que as duas entidades oferecem aos seus associados de forma semelhantes”, apontou Adriano Luiz Martins ao considerar a base de serviços oferecidos aos associados como comum entre qualquer associação comercial. “São poucos os serviços exclusivos, de acordo com a particularidade de cada associação comercial”, lembrou Alair Mendes Fragoso que já esteve como presidente da entidade pompeense por quatro gestões. “Destes serviços comuns, podemos criar um protocolo único”, sugere Adriano Luiz Martins ao defender a informatização e gerenciamento de programas como alternativa.

Novos encontros serão realizados como alinhamento das ideias e ações entre as duas entidades. “Vamos conversando e na medida que as ideias forem sendo concretizadas entraremos na prática”, sugeriu José Augusto Gomes. “Vamos promover alguns testes e utilizar períodos como laboratório para efetivar o modelo de gestão como funcional”, comentou Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas. “O foco principal é o associado e para ele vamos criar formas de administrar os serviços oferecidos pela associação comercial”, justificou Adriano Luiz Martins ao propor a discussão em conjunto. “Vamos conversar com outras associações comerciais e ampliar a discussão, afinal, o objetivo é promover o empreendedorismo em geral”, disse o presidente da Acim.

Marília e Pompeia se reúnem para modelo de gestão
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja um associado

Independente do porte e segmento da sua empresa, na ASSOCIAÇÃO certamente existe um benefício perfeito para vocé

Dúvidas?